Pets em apartamento: O que a lei diz e como oferecer um ambiente seguro e saudável?

Você sabia que nenhuma convenção de condomínio pode proibir a permanência de animais no interior de apartamentos? Isso acontece porque, deste modo, estariam violando o direito de propriedade, que é consentido pela nossa Constituição Federal, no artigo 5º, XXII.

Desde que não coloque em risco a integridade física de outros condôminos, sendo um animal que não causa risco à saúde e nem à segurança, a sua moradia é permitida. Entretanto, os condomínios podem limitar o uso da área comum pelos animais, como por exemplo, tornar obrigatório o uso do elevador de serviço e da guia, assim como a utilização de focinheiras, caso seja um animal bravo.

O sossego dos outros moradores também é um ponto importante, ou seja, o cãozinho não poderá ficar latindo a noite inteira, respeitando a lei do silêncio. O dono do pet deve realizar a limpeza de todos os dejetos, como fezes e urina.

Os condomínios também podem estabelecer as suas regras, ou seja, criar normas para um convívio mais harmonioso, desde que não seja contra o que é estabelecido em lei. E em casos de problemas, apenas um juiz poderá ordenar a retirada do animal.

Criando um ambiente saudável para o seu pet
Na hora de adotar um animal de estimação, é preciso avaliar se ele terá uma vida saudável e confortável em sua casa. Apartamentos podem se tornar um ambiente seguro e agradável para o seu pet se você aderir a algumas atitudes e cuidados. Confira!

Segurança
Primeiramente, é preciso garantir a segurança do seu animal, principalmente se for um lugar alto. Verifique todas as janelas e varandas, e caso seja necessário, adote a ideia de colocar redes de proteção em seu apartamento. As redes de proteção permitem que o pet corra e brinque pelo ambiente sem correr riscos.

Cantinho especial
Lembre-se de reservar um espaço para o seu pet. Mesmo que o lar seja pequeno, o seu animalzinho precisa de um lugar com seus objetos, potes de comida e água e sua caminha. Com seus objetos no local, ele irá entender que ali é o seu cantinho.

Exercícios

Muitas vezes os apartamentos são pequenos e os condomínios não oferecem espaço para seu pet se exercitar. Por isso, é necessário criar uma rotina de atividades, caso ele seja um cãozinho.

Levar o seu cachorro para passear é algo importantíssimo, afinal, o seu pet precisa ver pessoas e outras animais, e principalmente, gastar a energia que não consegue gastar em um ambiente pequeno. O ideal é que o passeio aconteça pelo menos duas vezes ao dia. Vale também fazer algumas brincadeiras dentro de casa que faça com que o seu pet gaste um pouco de energia, mas sem deixar o passeio de lado.

Brinquedos
Ofereça brinquedos para o seu cãozinho ou gatinho para evitar que ele fique entediado, diminuindo as chances de roerem os móveis da casa. O importante é dar brinquedos para eles desde filhotes. Isso evitará problemas comportamentais e também de desenvolver dermatites psicogênicas, como lamber muito as patas por falta do que fazer.

Deixe uma resposta