Organização com Marie Kondo

Marie Kondo, escritora e especialista em organização pessoal, acredita que manter seu lar arrumado e descartar o que não é necessário são atitudes capazes de trazer uma vida ainda mais feliz.

Com 34 anos de idade, a japonesa escreveu “A mágica da arrumação – A arte japonesa de colocar ordem na sua casa e na sua vida”, com milhões de exemplares vendidos. Também é a autora de “Isso me traz alegria – Um guia ilustrado da mágica da arrumação”.

O método KonMari está sendo muito utilizado pelas pessoas e traz ótimos resultados. Por isso, separamos algumas de suas dicas para que você tenha um lar mais organizado. Mas não se esqueça de que é necessário desapego e determinação.

Peças de roupa
Segure cada uma e observe se ela lhe traz alguma felicidade. A Marie acredita que se o pertence que você está segurando não traz a você um sentimento especial ou uma sensação de aconchego, não há por que mantê-lo guardado. E não se esqueça: ao decidir se desfazer de uma peça, antes faça um agradecimento.

Uma ideia bacana é alterar a forma de guardar essas peças de roupa: em vez de dobrá-las da forma tradicional, você pode colocá-las em suas gavetas viradas para cima. Isso cria um espaço de armazenamento muito maior e ainda torna mais fácil de encontrar a peça de roupa desejada.

Tudo visível
A visibilidade das peças é algo muito importante para não exigir tempo demais na hora de escolher o que você irá usar. Muitas vezes, deixamos de utilizar alguns objetos e roupas por simplesmente não encontrá-las e acabamos esquecendo. Com o tempo, o pertence acaba não sendo mais utilizado por falta de visibilidade e da sua lembrança.

Outra dica valiosa é usar caixas de plástico transparentes para guardar os objetos, assim, não há risco de acabar comprando algo novamente.

Preenchendo os espaços da cozinha
Marie Kondo recomenda preencher os espaços mais baixos das prateleiras da cozinha com objetos frequentemente utilizados, como copos e pratos, por exemplo. Já nos nichos mais altos, com os menos utilizados, como pratos de sobremesas e festas.

Organizando os papéis
Após novamente aplicar o método de retirar os que não trazem alegria, Marie recomenda que eles sejam divididos em três categorias. A primeira categoria se refere aos documentos que necessitam que você tome uma ação, como cartas e contas. A segunda seriam os documentos importantes, que precisam ser guardados para sempre, como contratos. Já a terceira é a de documentos diversos, como receitas.

Objetos de valor sentimental
Para as fotografias, Marie diz que as imagens similares podem ser descartadas. As fotos e objetos de valor sentimental podem ser guardados em caixas bonitas, decoradas ou em álbuns. Vale posicioná-los em prateleiras ou mesas de centro.

Quando estiver realizando o processo de organizar e descartar objetos, deixe a parte dos pertences de valor sentimental por último, pois ao chegar a esse ponto da limpeza, você se sentirá mais confiante em diferenciar o que traz e o que não traz alegria.

Marie traz uma ideia de relação de carinho com os nossos pertences, dizendo para valorizar os objetos que você escolheu manter em sua casa e agradecer aos que decidiu descartar, afinal, um dia já lhe foram úteis.

Deixe uma resposta